14 de outubro de 2010

Caixinha Cardiológica.


Guardo em meu coração uma caixinha de sentimentos. Ela se divide em várias partes, das coloridas às neutras, das felizes às tristes.
Essa caixinha, mesmo pequena, abriga emoções e razões pelas quais eu não quero abrir mão. 
O cheiro da sopinha e do danoninho a habitam, os brinquedos e as brincadeiras também. A primeira professora, as amizades inocentes, o primeiro beijo e o primeiro amor também se sentem confortáveis aqui dentro.
As mágoas se residem ao fundo, sustentando as paredes da caixinha e tornando meu coração favorável, firme e forte para receber outras e enviá-las para lá também.
A inocência e a malícia se confrontam dentro deste espaço, enquanto o amor e o ódio se amam e se odeiam fortemente, tão igual quanto a minha relação com algumas pessoas.
Essa caixinha permanece aberta, durante mil cento e quarenta minutos por dia, esperando por novas experiências, emoções e situações.
A profundidade desse quadradinho dentro de mim é tão grande que alcança meus sonhos, que transmite lá de dentro a mistura da composição desse cubo camuflado com meu olhar e com meu sorriso diário.
Ao todo, só existe uma parte dessa caixinha que se manteve aberta durante muito tempo e que quando se fechou, nunca mais se abriu. 
Chamada de amor verdadeiro, essa parte se mantém trancada para que não sobre nenhum vestígio de algo que possa ser mais verdadeiro além da sinceridade que ali habita.

Nathalia
fechando a caixinha e devolvendo ao seu coração.

7 comentários:

  1. Que lindo!! Axo que tenho uma caixinha dentro de mim tbm..rsrs
    parabens! =]

    ResponderExcluir
  2. também tenho uma caixinha. já pesada

    ResponderExcluir
  3. Vamos reformar... somos capazes de construir... aumentemos a caixa...

    se ainda nao der... que compremos outra..

    só nunca deixaremos de sentir nada.. nem por um segundo..

    ------------------------

    fica aki o convite para vc fazer uma visita tambem

    http://exgalinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Preciso fazer uma limpeza na minha caixinha, viu... Tirar tudo o que não for bom! =\
    Adorei TUDO aqui.
    E que nome lindo que você tem! (rs)
    Estou te seguindo...
    Um beijo!
    http://serenico.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Lindo seu texto,
    amo o jeito que você retrata o intangível, a maneira simples e maravilhosa que voc~e compara com coisas do cotidiano!
    Parabéns

    ResponderExcluir
  6. Que texto metafórico mais lindo!
    É bom fechar a caixinha, pois no lugar dela, nasce outra melhor.
    :*

    ResponderExcluir
  7. a caixa de pandora de cada um :)

    ResponderExcluir

Obrigada pela opinião!